Associar a ética ao correto e vice-versa é uma leitura muito simplista?

No senso comum, entende-se a ética como uma espécie de tabela onde se teria todas as condutas humanas em duas colunas: pode e não pode fazer. O primeiro problema é se perguntar com base em quais princípios aquelas condutas foram classificadas. O segundo é que as situações de vida se alteram a cada minuto, num ineditismo fulminante. No momento em que você terminou a tabela, ela já está caduca e, claro, você tem de enfrentar questões inéditas. Portanto, mais do que o respeito a uma tabela, a ética precisa ser a disposição para se discutir o que queremos e o que não queremos respeitar. Ela é menos o respeito a verdades estabelecidas no passado e mais uma abertura para o devir, para a convivência no futuro.

Prof. Clóvis de Barros Filho

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.